Ulti Clocks content
World News
The explosion comes as Coptic Christians started celebrations for Palm Sunday. Stampa E-mail
Domenica 09 Aprile 2017 09:38

21 Killed in Church Bomb Attack in Egypt’s Tanta

A bomb exploded Sunday at St. Mary Church in Egypt’s Al Gharbeyya governorate, killing and injuring dozens.

The explosion in Tanta left 21 dead and 42 injured, according to state-owned Al-Ahram newspaper. According to preliminary reports in state media, a bomb had been placed inside the church underneath a seat.

In response to the attack, an emergency room has been set up by Egypt’s security departments. Egypt’s President Abdel Fattah Al-Sisi also issued an order for military hospitals to treat all those injured.

Meanwhile, Egypt’s Al-Azhar, the highest Sunni Islamic authority in Egypt, issued a strongly worded statement condemning the attack.

This is the second attack to strike Tanta in less than 10 days. On 31 March, at least 16 people were injured when a bomb exploded outside a police training centre.

The explosion comes as Coptic Christians started celebrations for Palm Sunday.

This is the second church bombing to strike Egypt in six months. In December, dozens were killed after a bomb struck a chap connected to St Mark’s Coptic Orthodox Cathedral in Cairo. ISIS claimed responsibility for the December 2016 attack.

The story is still developing.

 
Submarino Dmitry Donskoy foi construído no contexto da Guerra Fria Stampa E-mail
Sabato 08 Aprile 2017 11:05

Rússia coloca "tubarão" nuclear a navegar no Báltico

 

Conhecido como Akula, tubarão em russo, o submarino nuclear Dmitry Donskoy, da altura da Guerra Fria, vai navegar no Mar Báltico até ao final de julho. Será a primeira vez que um submarino nuclear deste tamanho vai navegar pelo Báltico.

O submarino foi criado no contexto da Guerra Fria, nos anos 80, faz parte da classe Typhoon e é o único do género ainda em circulação.

Com 200 ogivas nucleares a bordo, 20 mísseis, e cerca de 170 metros de comprimento, a imponência do submarino faz dele um espécime único a nível mundial.

 

fonte dn.pt

 
The US has carried out a missile strike against a Syrian air base in response to a suspected chemical weapons attack on a rebel-held town. Stampa E-mail
Venerdì 07 Aprile 2017 08:45

Syria war: US launches missile strikes in response to chemical 'attack'

  Tomahawk cruise missiles were fired from two US Navy ships in the Mediterranean. Six people were killed, the Syrian army said.

It is the first direct US military action against forces commanded by Syria's president.

The Kremlin, which backs Bashar al-Assad, has condemned the strike.

Dmitry Peskov, spokesman for Russian President Vladimir Putin, called it "an act of aggression against a sovereign nation".

source bbc.co.uk

 
Mísseis foram dirigidos a base militar síria, em resposta ao ataque com armas químicas. Reino Unido apoia decisão da Administração Trump. Rússia classifica acção como "agressão a um membro da ONU". Stampa E-mail
Venerdì 07 Aprile 2017 08:37

EUA atacam pela primeira vez as forças do regime sírio

Israel apoia decisão dos EUA

Israel foi um dos primeiros países a declarar o seu apoio à missiva norte-americana. Através da conta oficial do Twitter do seu primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, o país elogiou a "medida face às acções terríveis do regime de Assad".

Em três mensagens, o primeiro-ministro israelita vincou o seu apoio. “Tanto em palavras como em acções, o POTUS [Presidente dos EUA] enviou uma mensagem forte e clara de que o uso e difusão de armas químicas não será tolerado”, lê-se numa das publicações.

Rússia pede encontro das Nações Unidas

A Rússia pediu esta sexta-feira um encontro urgente entre o Conselho de Segurança das Nações Unidas para discutir o ataque norte-americano.

Pedido surge depois de Moscovo informar que vai deixar de se articular com Washington na partilha do espaço aéreo sírio..........

 fonte publico.pt

 
Explosão matou dez pessoas e deixou mais de 40 feridos. É o primeiro atentado em solo russo desde que foi iniciada a intervenção na guerra Síria. Stampa E-mail
Lunedì 03 Aprile 2017 19:46

Ataque no metro de São Petersburgo lembra aos russos o que é o terrorismo

 

É um filme que os russos conhecem demasiado bem. Uma bomba explode numa carruagem de metro, deixando mortos e feridos e colocando o país em alerta máximo. Foi assim em várias ocasiões durante as últimas duas décadas e voltou a ser assim esta segunda-feira, quando uma explosão numa carruagem no metro de São Petersburgo matou dez pessoas e feriu mais de 40.

À explosão seguiram-se momentos de pânico e confusão, com várias pessoas a tentarem abandonar à pressa as gigantescas estações de metro da segunda maior cidade russa. Em poucos minutos, foram retiradas 1200 pessoas do metro na área afectada. Pelo menos sete pessoas morreram imediatamente com o impacto da explosão, quando seguiam a bordo de um comboio entre as estações da Praça Sennaia e o Instituto Tecnológico. As restantes não resistiram aos ferimentos e morreram a caminho do hospital, segundo a ministra da Saúde, Veronika Skvortsova. O balanço poderia ter sido bem mais pesado. Um segundo explosivo foi encontrado noutra estação, mas a polícia conseguiu desactivá-lo.

A Comissão de Investigação, uma agência poderosa que responde directamente ao Presidente, está a tratar a explosão como um “acto de terrorismo” e, segundo a agência Interfax, foram emitidos mandados de captura para dois indivíduos, suspeitos de terem deixado as duas bombas no metro.

Não são conhecidos muitos mais pormenores. Alguns canais de televisão divulgaram imagens capturadas pelas câmaras de vigilância em que aparece um dos suspeitos, mas não houve qualquer confirmação oficial da sua veracidade.

A utilização de explosivos artesanais e a tentativa de realizar explosões em dois locais em simultâneo sugerem um certo nível de preparação e planeamento, ausentes de outro tipo de atentados que têm sido feitos na Europa, o último dos quais em Londres. A suspeita principal recai num ataque inspirado pelo Daesh – embora ainda não tenha havido qualquer reivindicação.

Desde que a Rússia iniciou uma intervenção militar directa no conflito sírio – onde apoia as forças leais ao Presidente, Bashar al-Assad – que as suas cidades se tornaram num objectivo prioritário do Daesh. Para além disso, o Cáucaso, onde há uma tradição histórica de radicalismo islamista, registou nos últimos anos um forte êxodo de potenciais militantes para a Síria e para o Iraque, com o objectivo de se juntarem às fileiras do Daesh. A BBC diz que cerca de sete mil russos terão viajado para a Síria nos últimos anos para se juntarem a vários grupos extremistas.

 

fonte

 

 

 

 

 
OROVILLE, Calif. Stampa E-mail
Martedì 14 Febbraio 2017 15:08

No return home in sight for thousands of Californians sheltering from dam

 

 

 

By Deborah M. Todd and Sharon Bernstein | OROVILLE, Calif.

Tens of thousands of Californians faced an indefinite stay in shelters as engineers worked for a second day on Tuesday to fix the United States' tallest dam before more storms sweep the region.

After what looks set to be the wettest winter in Northern California following years of drought, more rain was forecast for as early as Wednesday and through Sunday, according to the National Weather Service.

Crews were working to shore up an overflow channel and drain the reservoir at the Lake Oroville Dam but authorities gave no indication of when it would be safe for people to go home.

Late on Sunday, about 188,000 residents were ordered to evacuate their homes in the Feather River valley below the dam, 65 miles (105 km) north of Sacramento.

Authorities say they had averted the immediate danger of a catastrophic failure at the dam that could unleash a wall of water three stories tall on towns below.

 

 

“We're doing everything we can to get this dam in shape that they can return and they can live safely without fear. It’s very difficult," California Governor Jerry Brown told reporters during a news conference on Monday evening.

On Monday, Brown sent a letter to U.S. President Donald Trump asking him to issue an emergency declaration, which would open up federal assistance for the affected communities, after an emergency overflow channel appeared on the brink of collapse.

 

 

 
<< Inizio < Prec. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Succ. > Fine >>

Pagina 1 di 174

Notizie Flash

 Nudi e abbracciati, in 5.200 hanno posato stamani sui gradini dell'Opera House di Sidney per il fotografo Spencer Tunick
Leggi tutto...

Meteo Roma

Joomla Templates by Joomlashack

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of the site have already been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

I accept cookies from this site.

EU Cookie Directive Module Information